27 março 2010

Do céu à flor

“Assim como é emcima é embaixo ”
Hermes Trimegistro
Seguindo o principio desta famosa lei hermética,a junção da astrologia e da terapia floral consiste numa união arquetípica de duas mandalas perfeitas: a flor e o mapa astral.
O mapa astral é um sistema simbólico, analítico e analógico de compreensão do homem no seu todo.
Tudo o que o astrólogo-terapeuta floral precisa saber é uma coisa chamada arquétipo comum. Qual é aquela unidade básica subjacente aos planetas, signos, individuo e planta ou melhor, e flor?

Arquétipo = Arché (do grego): principal ou principio. Significa o primeiro modelo de alguma coisa. A matriz, de onde determinada energia veio, ou surgiu. O principio de todas as coisas.
Conceito que ficou muito conhecido na psicologia analítica com Carl G.Jung.

Através do mapa astral a pessoa tem conhecimento dos seus arquétipos que são suas energias.
O que há de potenciais e o que precisa melhorar emocionalmente e fisicamente.
O mapa astral funciona como um instrumento de diagnóstico (astrodiagnóstico) mostrando as tendências que a pessoa tem de desenvolver alguns sintomas, comportamentos e doenças.
Cada signo astrológico rege uma parte do corpo e possui suas peculiaridades psíquicas, comportamentais e físicas.
Uma das melhores formas da pessoa se reorganizar, organizar sua vida, suas emoções,sentimentos e até a parte física é conhecer quais são os seus arquétipos astrológicos através do seu mapa natal.
O mapa é feito a partir da data, hora (exata) e local de nascimento da pessoa.
A partir daí o terapeuta floral poderá indicar as essências florais em ressonância com esse padrão vibracional.

2 comentários:

Clênio disse...

Concordo com as informações e gostaria de postar que gostei mto de ter feito o mapa astral com a Jaqueline, me ajuda mto a me orientar e entender o passado e evitar erros e me previnir para o futuro!

Terapia Floral - Jaqueline Matos disse...

Olá Clênio!Que bom que vc gostou da nossa consulta!(ao vivo)
Bjs